A Lula e a Baleia: dramédia familiar de primeira

a-lula-e-a-baleia

A Lula e a Baleia é um drama (com toques de humor negro) de uma sinceridade crua que beira o absurdo. É essa sinceridade que dá o tom "humoristico" da produção. Bernard (Jeff Daniels) foi um romancista de sucesso que se acomodou como professor universitário e sua esposa Joan (Laura Linney) começa a despontar como escritora. É quando o casamento, que já estava em crise, começa a desabar de vez e divide a família.Walt (Jesse Einsenberg), o filho mais velho fica do lado do pai enquanto Frank (Owen Kline) toma partido da mãe.

Com o desenrolar da trama segredos vêm à tona e os filhos do casal começam a sofrer as principais consequências da crise conjugal (familiar?). Jeff Daniels (Velocidade Máxima) está impecável como um homem amargurado e apático enquanto Laura Linney (Simplesmente Amor) se mostra uma mulher problemática e, em certos momentos, instável.

Se o elenco adulto está irrepreenssível, o elenco infanto-juvenil rouba a cena, principalmente com Owen Kline (Aniversário de Casamento) no papel do filho mais novo. Frank começa a ter comportamento agressivo e se torna uma criança problemática em casa e na escola.

Com uma direção segura, atuações espetaculares, roteiro amarrado, diálogos intensos e ditos com uma naturalidade que chega a chocar (e as vezes rir), A Lula e a Baleia é um filme comovente e desnorteante que deve ser visto e apreciado.

 
 

 

Aproveite e compre:
 

simplesmente-amor-thumbSimplesmente Amor, velocidade-maxima-thumbVelocidade Máxima – Edição Especial

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *