O Hobbit: Uma Jornada Inesperada

Quase dez anos se passarem desde a última incursão à Terra Média nos cinemas. Além do imbróglio com os dividendos da trilogia de Aragorn e cia, teve o fato de Peter Jackson não querer dirigir a produção. A cadeira de diretor ficou com Guillermo del Toro (O Labirinto do Fauno), mas o cineasta desistiu no meio do caminho e apenas colaborou no roteiro. Eis que só então, Jackson mudou de idéia e aceitou a tarefa de comandar o longa. A espera foi grande, mas, ainda que não seja um “novo Senhor dos Anéis”, valeu a pena. Continuar lendo