Sherlock Holmes 2: O Jogo de Sombras (e como)

A segunda aventura do mais brilhante investigador da literatura mundial (refiro-me apenas a essa nova franquia) reforça a veia videoclipe do diretor Guy Ritchie e mostra-se mais do mesmo. Não que isso seja algo ruim, mas também não representa nenhum elogio, uma vez que o primeiro Sherlock Holmes é apenas agradável. Ritchie optou pelo caminho mais fácil e manteve as mesmas convenções narrativas utilizadas anteriormente e entrega mais uma obra divertida e efêmera. Continuar lendo

Não Entre em Pânico

Douglas AdamsTodos os anos, no dia 25 de Maio, milhares de pessoas em todo o mundo seguem um ritual incomum: colocam uma toalha no ombro (ou na cabeça, cintura, depende do gosto de cada um) e saem para o seu dia-a-dia. Se encontrar uma dessas pessoas na rua não entre em pânico. Estão apenas comemorando o Dia da Toalha, numa pequena homenagem ao grande Douglas Adams. Afinal, “uma toalha é o objeto de maior utilidade que um mochileiro interestelar pode possuir”. Continuar lendo