Snake no cinema?

metal-gearFoi no longínquo ano de 2000 que um, então colega, hoje amigo e colaborador do Olhar Leigo me apresentou aquele que seria, na minha humilde opinião, o melhor jogo para video game de todos os tempos: Metal Gear Solid. Sempre fui fã de cinema e como todo bom nerd também sou apaixonado por jogos eletrônicos desde a época do bom e velho atari. O que Metal Gear conseguiu foi reunir as minha duas paixões numa única mídia. O game tinha uma história cinematográfica sensacional de deixar James Bond com inveja e, através do controle do Playstation, você era o protagonista. Com ação de tirar o fôlego, uma história complexa (o que era, e ainda é, raro no mundo dos games) e envolvente e um personagem pra lá de carismático, a obra prima do mestre Hideo Kojima virou um clássico e teve três sequências, sendo duas no Playstation 2 e outra (que aparentemente encerrou a série) no Playstation 3. Os fãs da franquia (incluindo eu, que apenas não joguei o último título da série) sempre sonharam com uma versão do jogo para o cinema. Acontece que adaptações de jogos para as telonas nunca dão bons frutos, vide Super Mario Bros, todas as aberrações dirigidas por Uwe Boll (Alone In The Dark) e mais uma enxurrada de produções medíocres. Eis que na Eletronic Entertainment Expo do ano passado (2008), a Konami anunciou que o projeto para realização de um filme baseado na série estava em andamento, mas só agora – na semana passada, para ser mais preciso – foi revelada a identidade do estúdio por trás do projeto: a Sony Pictures, responsável por, entre outros, Homem Aranha e suas continuações. Se tem um jogo que eu tenho medo de vê-lo arruinado no cinema, ele se chama Metal Gear. Confesso que até preferia não correr esse risco, mas como agora não tem volta, pelo menos um estúdio de peso está tomando conta do projeto. Os quadrinhos já são tratados com respeito. Resta saber se chegou a vez dos games.