O Último Mestre do Ar: indeciso e ineficiente

Muitos críticos insistem em dizer que o único filme de Shyamalan digno de nota é o inquestionável O Sexto Sentido. Eu, por outro lado, discordo e, com exceção do fraco Fim dos Tempos (e seus dois trabalhos anteriores a O Sexto Sentido, que não assisti), gosto de todos os trabalhos do diretor. Curti sua visão “realista” de um super herói amargurado no tenso Corpo Fechado, grudei na cadeira com o claustrofóbico Sinais, adorei ser enganado em A Vila e viagei com seu conto de fadas sombrio A Dama na Água. Depois de assistir O Último Mestre do Ar, a pergunta que fica é: onde foi parar aquele diretor autoral que sempre me impressionou?
Continuar lendo