Sin City: noir violento e com estilo

Sin City
O diretor Robert Rodriguez (Pequenos Espiões) teve muito trabalho para convencer Frank Miller a vender os direitos de sua obra prima para uma adaptação cinematográfica. O resultado é um filme noir, violentíssimo que inventou uma nova forma de se fazer cinema cheia de estilo. Filmado exatamente como na HQ (história em quadrinhos) – em preto e branco e raramente usando cores – o longa é considerado, pelo próprio Rodriguez, uma tradução da graphic novel e não uma adaptação.

 

Cada uma das histórias é narrada por seu respectivo protagonista (as narrações, diga-se de passagem, são um atrativo a parte) que pouco a pouco nos apresentam o mundo corrupto, cínico e violento de Sin City.

O filme reúne três histórias cheias de personagens cruéis e secos. Na primeira (que retorna no fim do filme) temos o detetive Hartigan (Bruce Willis) – um policial a beira da aposentadoria – tentando finalizar um último caso: salvar uma garota de onze anos das garras de um assassino pedófilo que, para completar, é filho único do senador.

A segunda (e para mim a mais legal) é recheada de violência e frases de efeito proferidas aos borbotões pelo anti-herói em busca de vingança, interpretado por Mickey Rourke (9 e 1/2 Semanas de Amor), Marv. A história ainda traz Elijah “Frodo” Wood (O Senhor dos Anéis) muito a vontade na pele de um assassino canibal, frio e impiedoso. 

Na última história Clive Owen (Filhos da Esperança) lidera um bando de prostitutas numa guerra, cuja tática utilizada lembra a Batalha das Termópilas de 300 (também de Frank Miller), para defender a “Cidade Velha” dos mafiosos e policiais corruptos.

Visualmente impecável, Sin City é uma revolução cinematográfica equiparada a Matrix. Totalmente feito com cenários digitais, o diretor parece ter dado vida ás páginas da HQ (e isso vale também para os personagens). Os diálogos são de um humor negro visceral. Em uma determinada cena, o brutamontes Marv, após dar um soco e um tiro no estômago de um matador de aluguel para adquirir uma informação, diz: “Se continuar a esconder coisas de mim, vai me forçar a ser cruel.”. Esse diálogo dá o tom, sombrio e violento, desse que é o melhor filme baseado em quadrinhos. Para ser visto e revisto.

 

  • Título original: SIN CITY, EUA
  • Ano: 2005
  • Direção: ROBERT RODRIGUEZ E FRANK MILLER
  • Elenco: BRUCE WILLIS, JESSICA ALBA, MICKEY ROURKE, ELIJAH WOOD, RUTGER HAUER, CLIVE OWEN, BRITTANY MURPHY, ROSARIO DAWSON, BENICIO DEL TORO, MICHAEL CLARKE DUNCAN, JOSH HARTNETT
  • Site oficial: sim city
  • imdb: http://www.imdb.com/title/tt0401792/

 

Aproveite e compre: DVD Sin City: A Cidade do Pecado, HQ Sin City: o Assassino Amarelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *