Arthur e os Minimoys: bonitinho, mas ordinário

Arthur e os Minimoys

Arthur é um garoto de 10 anos de idade que, para evitar a demolição da casa de sua avó, viaja a um mundo fantástico (a terra dos Minimoys) em busca de um tesouro. A animação é muito bem feita e até inovadora. As cenas de ação também são bem "dirigidas" e divertem. Infelizmente, o mesmo não pode ser dito do roteiro.

Levando-se em conta que trata-se de um filme para um público mais infantil até podemos aceitar o fato de um garoto de apenas 10 anos resolver os problemas de adultos, mas o personagem não é desenvolvido a ponto de acreditarmos na sua capacidade de fazê-lo (o que me fez lembrar do também fraco "As Crônicas de Nárnia ").

Esse é apenas um dos problemas do roteiro (ou seria da direção?), pois várias situações acontecem sem nenhuma explicação prévia, como o fato de um personagem detestar Arthur o tempo todo e de repente, sem nenhum sinal de que estaria mudando seu sentimento por ele, passa a adorá-lo. Ou o objetivo de uma missão secundária na qual ele se mete e que só é (mais ou menos) explicada na reta final do filme.

O filme também não se decide qual público deseja atingir. Aparentemente direcionado ao público infantil, Arthur e os Minimoys apresenta algumas cenas de suspense um pouco pesadas para a molecada (o que não ocorre no divertidíssimo "A Casa Monstro") e algumas piadas (fracas por sinal) mais apropriadas aos adolescentes.

 

  • Título original: ARTHUR ET LES MINIMOYS, FRANÇA
  • Ano: 2006
  • Direção: LUC BESSON
  • Elenco: FREDDIE HIGHMORE (Arthur), MIA FARROW (Avó de Arthur), MADONNA (Princesa Selenia – voz na versão americana)
  • Site oficial: europa corp
  • imdb: http://www.imdb.com/title/tt0344854/
Sem comentários.

Deixe uma resposta