Os Indomáveis: nos tempos das diligências

nota 4

3:10 to yuma

Remake de Galante e Sanguinário, Os Indomáveis traz um elenco carismático numa trama envolvente e divertida que, provavelmente, agradará aos fãs dos clássicos filmes de faroeste.

Christian Bale (Batman Begins) é Dan Evans, um rancheiro atolado em divídas que aceita um perigoso trabalho para tentar salvar sua fazenda: fazer parte de um grupo que escoltará o lendário pistoleiro Ben Wade (Russel Crowe em mais uma excelente performance) até a estação de trem mais próxima. Além da imprevisibilidade do vilão, grupo terá alguns obstáculos no caminho como a gangue de Wade, à espreita para libertar seu líder e alguns índios (não poderia faltar).

As cenas de ação são muito bem conduzidas pelo diretor James Mongold (Johnny e June), que soube equilibrar entre as cenas dinâmicas e os momentos mais intimistas. Boa parte do sucesso do filme, deve-se ao elenco inspirado: Bale consegue fazer com que o público se identifique e preocupe-se com seu personagem, enquanto Crowe traz um vilão cínico, imprevisível e ao mesmo tempo carismático a ponto de desejarmos, em certo momento da projeção, a fuga de seu personagem. Seu braço direito, interpretado por Ben Foster (o Anjo de X-Men 3: Confronto Final), faz um excelente trabalho que só não aparece mais em função da dupla de protagonistas.

Tenso e movimentado, Os Indomáveis, só não leva uma nota maior por causa de seu ato final onde o diretor pareceu acelerar os acontecimentos e transformações dos personagens para caber nas quase duas horas de duração (notem, em particular, a facilidade com a qual o personagem de Bale se locomove, mesmo sendo deficiente de uma perna).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *