Fim dos Tempos (mesmo!)

Fim dos Tempos

Como o título sugere, este é mais um dos inúmeros filmes-catástrofe que existem por aí. Mas tratando-se de M. Night Shyamalan, esperava-se que fosse, no mínimo, diferente. E foi. Não que isso seja uma coisa boa.

O longa tem início na cidade de Nova Iorque, onde repentinamente as pessoas começam a se matar. Logo desconfia-se de um ataque químico terrorista. Não muito longe dali, os nossos protagonistas viajam sem ter muita noção de que o acontecimento é pior do que o que parece.

Depois de criar obras-primas como O Sexto Sentido e Corpo Fechado, Shyamalan não repetiu a dose. Fez bons filmes, mas nunca a crítica o deixou em paz. Dessa vez o diretor indiano conseguiu: fez um filme ruim.

Além do enredo ser incredível ao extremo, beira o ridículo de tão bobo. As pessoas perdem o "instinto de auto-preservação" e matam-se? Enfiam prendedores de cabelo no pescoço e nem ao menos sentem? Correm do vento? Só o fato de não sabermos o que se passa não é motivo suficiente para prender nossa atenção na história.

As atuações são sofríveis. Depois de finalmente uma ótima apresentação de Mark Wahlberg em Os Infiltrados, o ator perde prestígio e volta a ser um ex-New Kid On the Block. Mas tanto Wahlberg quanto Zooey Deschanel e John Leguizamo não têm culpa do roteiro pobre e forçado que o produtor-diretor-escritor os ofereceu.

O filme consegue por vezes manter um suspense, meter um certo medo. Mas fica por aí. Os erros são mais latentes e não dá para passar despercebidos. O pior de ter que escrever esse review dando uma nota baixa para Fim dos Tempos é que, em geral, o Olhar Leigo gosta muito do Shyamalan. Esperamos que ele volte aos bons tempos do início da sua carreira.

 

Ficha técnica
Fim dos Tempos (The Happening, 2008) Uma estrela
De: M. Night Shyamalan
Com: Mark Wahlberg, Zooey Deschanel e John Leguizamo.
[site oficial] [imdb]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *