Kick-Ass – Quebrando Tudo

Baseado na revista em quadrinhos homônina de Mark Millar, este é um dos filmes mais geek-pop do ano.

A história de um jovem estudante que questiona porque ninguém nunca pensou em ser um super-herói e tenta colocar essa ideia em prática. Apesar de ser mais difícil do que imaginava, ele vai contar com uma ajuda que não esperava.

Desde que Christopher Nolan com seu Batman tentou inserir a fantasia das histórias em quadrinhos no nosso mundo real e alcançou muito sucesso, alguns filmes tentaram repetir a fórmula. Este não é um deles. Apesar da premissa ser parecida – um super-herói num universo não-super – o mundo real aqui é puro HQ.

Talvez seja exatamente isso que atraia em Kick-Ass. O visual colorido e o clima de mundo-real-parecido-com-quadrinhos, uma espécie de metalinguagem invertida (difícil, hem?), acaba se tornando bastante divertido.

Além da influência óbvia das histórias em quadrinhos, o longa também bebe bastante nos faroestes, filmes B e de kung-fu, tudo regado a muita violência e sangue. Para resumir: influências Quentin Tarantinianas.

Quanto às atuações, o protagonista Aaron Johnson não se sobressai, porém parece ganhar alguns poderes ao vestir a roupa de herói e se torna engraçado. A menina Chloë Moretz, de apenas onze anos na época das filmagens, rouba qualquer cena em que esteja. E Nicolas Cage interpreta um personagem assustadoramente trash.

Dois destaques importantes: a trilha sonora e a sensacional sequência baseada em Quake.

Apesar de bastante adolescente, Kick-Ass entretém. A história de Mark Millar é atraente e o filme não se leva a sério. Vale a pena conferir.

Leigômetro: ★★★☆☆ 

Ficha Técnica
Kick-Ass – Quebrando Tudo (Kick-Ass, 2010) 
De: Matthew Vaughn
Com: Aaron Johnson, Chloë Moretz, Nicolas Cage, Christopher Mintz-Plasse

4 comentários sobre “Kick-Ass – Quebrando Tudo

  1. Eu concordo em quase tudo que está escrito no review. Inclusive, achei que a nota ia ser maior. Não por achar que o filme merecesse (e acho), mas pelo texto em si. Achei que levaria 4, mas como nota é algo muito subjetivo…

    Apenas para dar uma opinião sobre o filme: uma das melhores adaptações de HQ para o cinema. A atuação de Nicolas Cage é realmente trash e perfeita. A cena que faz referência a QUAKE é tudo o que “DOOM” (com The Rock) não conseguiu ser. Recomendo e daria uma estrela a mais. =P

  2. Gostei muito!!! Meus sobrinhos apareceram pra assistir junto e… enfim! A mãe deles ficou chateada comigo.
    Gosto quando o Kick-ass cita alguns HQs que viraram filme.
    Chloë Moretz me deixou pasmo!
    Sei lá… até pensei que o filme tinha um dedo do Tarantino… (Ou pelo menos a unha, a sombra…)

    Na época em que eu vi a cena de “DOOM” (estilo Quake) fiquei parecendo um retardado (no mínimo) de tanto que eu gostei… Mas hoje faz tanto tempo que nem lembro ao certo (acho que só assistindo novamente). A cena baseada em Quake nesse filme é muito massa. Já vi coisa um tanto parecida em outros filmes, mas nada que chegasse perto. Recomendo e acho que vou assistir de novo.

  3. Esqueci de dizer que eu ri em determinadas cenas… e em algumas em específico eu ri bem alto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *