Nosso Lar: bê-a-bá espírita

Baseado no best-seller espírita com o mesmo nome, Nosso Lar é o filme mais caro do cinema brasileiro. Mas, apesar de toda a expectativa por um blockbuster brazuca, o longa decepciona.

A história começa com a morte súbita de André Luiz, médico austero, que faz uma passagem para algo parecido com um purgatório. Depois de finalmente ser resgatado por espíritos de um plano superior, tenta compreender sua nova realidade.

Nosso Lar é como uma crônica do pós-morte. Por ser baseado no livro psicografado por Chico Xavier, é uma história auto-biográfica, segundo o Espiritismo. Não há tramas, reviravoltas, mocinho, bandido. Apenas a sequência de eventos que envolve um homem ao desencarnar.

Por isso mesmo o filme acaba sendo enfadonho. É como ler um livro Introdução ao Espiritismo. Assistir a um documentário sobre um dia comum de um homem comum.

Com um orçamento estimado em R$ 20 milhões é até o momento o filme mais caro da história do cinema brasileiro. Para comparar, Cidade de Deus custou por volta de R$ 8 milhões. Com tanto dinheiro para gastar, a produção decidiu investir muito na parte visual. Associou-se à empresa responsável pelos efeitos em Watchmen. A trilha sonora foi criada por Philip Glass, ganhador de Oscar.

Em parte a estratégia deu certo. Se por um lado a cidade retratada, apesar de muito bonita, revela um ambiente estéril demais para ser palpável, o tal purgatório é talvez a melhor parte do filme, embrulhando o estômago de muita gente.

Infelizmente a produção e o diretor não deram tanta ênfase aos atores. Não há boas atuações. Pelo contrário, por vezes temos a impressão de estar assistindo uma novela da Record. De todo o elenco, o único que consigo ressaltar é Othon Bastos, que, na sua pequena participação como Governador da cidade, deixa uma forte impressão quando seu personagem é apresentado. E talvez por tentar ser fiel demais ao livro, os diálogos acabam sendo inverossímeis e didáticos.

Embora tenha todos esses defeitos, Nosso Lar é interessante para quem não conhece e quer conhecer o básico da doutrina espírita. Ou para quem já conhece e quer vê-los retratados no maravilhoso mundo do cinema. Além disso, é muito bom ter um filme brasileiro desse porte. Até a presente data, mais de três milhões de pessoas já tinham assistido. Um número maiúsculo que mostra que o cinema no Brasil pode ser cada vez mais profissional e andar com as próprias pernas.

Leigômetro: ★☆☆☆☆ 

Ficha Técnica
Nosso Lar (2010) 
De: Wagner de Assis
Com: Renato Prieto, Fernando Alves Pinto, Rosanne Mulholland, Othon Bastos, Chica Xavier

, , , , , , , , , ,

Sem comentários.

Deixe uma resposta