Gattaca – Experiência Genética

De 1997, Gattaca é um daqueles filmes que fala sobre um futuro que nós não temos certeza se é tão distante assim. São personagens principais aqui a engenharia genética, a ética, o sonho e o amor, ah, o amor.

Numa época em que os homens são segmentados pela melhor escolha genética feita pelos pais, Vincent Freeman, nascido “ao acaso”, tenta superar os preconceitos contra seu DNA inferior e executar um trabalho que só é destinado aos que têm os melhores genes: ir ao espaço.

Escrito e dirigido por Andrew Niccol, que também escreveu O Show de Truman e O Terminal, Gattaca é uma ficção científica séria, porém também um thriller intenso. Desde que um assassinato ocorre na trama e o personagem principal corre riscos, prendemos a respiração a cada momento de perigo.

Quem vive o papel principal é o ótimo Ethan Hawke, porém desta vez ele foi apenas regular. Quem rouba a cena é Jude Law, que faz o enigmático Jerome Morrow, quem ajuda Vincent na sua empreitada. Law nos convence como um ex-membro da elite da humanidade amargurado e viciado em bebida, nos fazendo muitas vezes duvidar das suas reais intenções.

Nomeado ao Oscar de direção de arte em 1998 pelo competente trabalho em criar um ambiente estéril numa época tecnologicamente muita avançada. Porém um trem chamado Titanic atropelou e arrebatou mais essa estatueta. Ainda vale citar que no Brasil, o filme ganhou o ridículo subtítulo de “Experiência Genética”. Neste caso não é apenas desnecessário, é realmente errado.

Filme bom, inteligente, para pensar. Nada de desligar o cérebro aqui.

Leigômetro: ★★★★☆ 

Ficha Técnica
Gattaca (Gattaca – Experiência Genética, 1997) 
De: Andrew Niccol
Com: Ethan Hawke, Jude Law, Uma Thurman, Alan Arkin

, , , , , , ,

Uma resposta para Gattaca – Experiência Genética

  1. Ramon Querubim 09/08/2010 às 02:45 #

    Pois é! Filme muito Bom. Gostei muito, é realmente um filme para pensar e sinceramente eu viajei… O comentário que eu mais ouvi no final do filme foi: “cara, esse futuro não é tão distante não…” Só lembrei que o filme era “Experiência Genética” por causa da cena da urina (é uma associação não tão compreensível). Recomendo o filme, principalmente aos meus amigos de biotecnologia da universidade.

Deixe uma resposta