Velozes e Furiosos 4: mais do mesmo, mas legal

rating_tresestrelas

fast-furious3No longínquo ano de 2001, Velozes e Furiosos aportava nos cinemas do mundo inteiro e popularizava a cultura dos carros tunados num filme cheio de pegas insanos com uma dupla de atores carismáticos: Vin Diesel e Paul Walker. Oito anos depois chagamos ao quarto longo da franquia, mas a impressão que se tem é que podemos assistir Velozes e Furiosos 4 sem tomar conhecimento dos dois filmes produzidos nesse meio tempo.

O longa começa com uma cena cheia de adrenalina que remete ao primeiro filme: Dominic Toreto (Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) continuam no mundo do crime e tentam roubar combustível de um carro tanque em movimento (por que não?). Acontece que Letty quase passa dessa pra uma melhor e como a polícia está no encalço de Toretto, ele decide parar e se afastar para protegê-la (?). Uma série de conincidências faz com que Toretto acabe indo atrás do mesmo traficante que o policial Brian O’Conner (Walker) pretende por atrás das grades.

A partir daí os dois se unem e uma série de pegas desnecessários, mas que cumprem sua função de divertir, tomam conta da tela. É uma pena que a melhor cena de ação seja exatamente a inicial, o que transforma a perseguição final num anti-clímax que beira o decepcionante.

Além dos atores citados, a bela Jordana Brewster também retorna como a irmã de Toretto e interesse romântico de O’Conner. Velozes e Furiozos 4 repete a fórmula do primeiro longa e acaba sendo apenas um bom e efêmero filme pipoca. Mas enquanto a grana continuar entrando na caixa registradora dos produtores, os motores continuarão roncando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *