X-Men Origens: Wolverine

Duas estrelas
X-Men Origins: WolverineO herói mais adorado entre os X-Men ganha um filme só para ele. Infelizmente parece que fecharam com Wolverine mas esqueceram de contratar um diretor, roteiristas, um elenco…

Neste primeiro filme entre os que contam a origem dos principais X-Men, temos a história de Logan, um mutante que, após cansar-se de tanto lutar guerras que não começou, resolve assentar. Mas seus antigos aliados, entre eles o seu irmão, não vão deixar que ele fique descansado. Depois de acabarem com o que ele mais ama, o agora Wolverine vai partir para a vingança.

Vou começar assim: este filme é ruim. Mas, aparentemente, eu gostei mais do que a crítica em geral está falando. Provavelmente porque nunca engoli muito o novo formato dos X-Men. Eu até gosto dos filmes anteriores, mas se até o Homem-Aranha pode, por quê o Wolverine não usa colant amarelo?

Brincadeiras à parte, este realmente é o pior dos filmes dos homens mutantes. Enquanto os anteriores tentavam buscar uma boa história no meio do universo daqueles interessantes personagens, este apenas parte para a briga, lembrando os velhos tempos do bate-explode-destrói dos filmes de Van Damme e Schwarzenegger. Desperdiça-se assim talvez o mais complexo dos personagens, uma trama que seria a melhor de todas.

Apesar de um bom início, mostrando parte da atribulada e comprida vida de Logan saltando de guerra em guerra, o longa acaba por descambar, enchendo a tela de clichés. Bandido que é bom, tenta deixar a vida de crimes, os companheiros não deixam, por aí vai. Para não dizer que foi só violência (aliás, mesmo assim não lembro de uma gota de sangue na projeção), alguns momentos tentam ser engraçados. Só tentam, uma luta de boxe que tinha intenção de divertir, deixa-nos entranhamente desconfortados. Além disso, os roteiristas parecem querer brincar com a inteligência do público com a forçada desculpa para a amnésia de Wolverine.

Atuações… pífias. Nem mesmo Hugh Jackman, veterano no papel, consegue se safar, cheio de cacoetes que não funcionam mais, como gritos ao céu e câmera subindo. Também não ajuda contracenar com monstros sagrados do naipe de Will.i.am. Para não ser tudo perdido, Liev Schreiber faz um bom trabalho como um Dentes-de-Sabre nervoso e fanfarrão.

Enfim, não me entendam mal. X-Men Origens: Wolverine não é um desastre. Diverte-se. Mas o que poderia ter sido é que fica na cabeça após a sessão. Mas se você gosta de explosões, vá ao cinema.

Ficha Técnica
X-Men Origens: Wolverine (X-Men Origins: Wolverine, 2009)
De: Gavin Hood
Com: Hugh Jackman, Liev Schreiber, Danny Huston, Lynn Collins.
[site oficial][imdb]

, , , , , , ,

6 Respostas para X-Men Origens: Wolverine

  1. Ramon 06/05/2009 às 00:30 #

    nao pago pra ver esse filme

  2. Bruno Zé 06/05/2009 às 14:09 #

    Concordo com quase tudo do review. Quase porque gosto muito do formato utilizado no longa dos X-Men: nada de colant amarelo. O Homem Aranha usou porque é um adolescente, mas deixa pra lá. O assunto é Wolverine e o resultado é infelizmente decepcionante. É uma série de clichês e o roteiro é uma peneira de tão furado. Fora que no longa da equipe mutante não há nenhum indício de que Dentes de Sabre conhecia Wolverine. Falando no vilão, parabéns para Liev Schreiber. O ator é responsável por ser a única grata surpresa da produção. A caracterização de Victor Creed é tão boa que chega a ofuscar o protagonista.

  3. Rafael Cruz 08/05/2009 às 16:48 #

    Não esperava nada muito fantástico. A crítica caiu matando, mas não achei tão ruim como disseram. Como já citado, o longa é cheio de explosões, aqueles clássicos “bate e depois pergunta”, mas distrai, me arriscaria a dizer que, por um instante, diverte. Os 20 primeiros minutos são sensacionais, a cena do início, quando os irmãos passam por diversas guerras é muito bem feita mesmo, me empolgou. Mas depois de um tempo é só explosões e pancadaria. Não é uma obra de arte, mas não classificaria como ruim, até gostei, não tinha muita expectativa mesmo. Enfim, valeu pagar pra assistir sim, até porque eu pago meia entrada, e 3 reais não é nada demais quando se quer fugir de um tarde tediosa. Recomendo.

  4. Bruno Zé 09/05/2009 às 13:30 #

    Como fuga de uma tarde tediosa, até que serve Rafael. É como uma sessão da tarde. O problema o filme é que ele vem de uma franquia que é bem mais do que uma sessão da tarde. Fora que você foi com a expectativa no chão e isso ajuda. É como quando fui ver Demolidor com Ben Afleck: eu achei divertido também. :-D

  5. Junior 10/05/2009 às 18:50 #

    Reclamam de mim por querer que as versões do cinema respeitem a história original das HQs. Mas esse filme foi tão forçado que todos os fãs de Wolverine vão odiar Hollywood até a morte.

  6. Bruno Zé 11/05/2009 às 19:37 #

    O pior é que a história… quer dizer, o filme tem história? :-P Falando sério, eles simplesmente fizeram uma sequência de lutas desnecessárias e criaram uma desculpa esfarrapada pra cada uma delas. Parece um jogo de videogame antigo sem história, onde o objetivo é matar os capangas até chegar no chefão.

Deixe uma resposta