Estômago: aprecie sem moderação

rating_cincoestrelas

estomago2Se no belíssimo Cinema, Aspirinas e Urubus (mais um da lista: “preciso fazer um review sobre”), o ator João Miguel dava pinta que mais um talento estava surgindo no cinema nacional (do Brasil rs), baseado no conto “Presos Pelo Estômago“, o primeiro longa de ficção do diretor Marcos Jorge é a prova definitiva de que Miguel é mais do que uma promessa: seu talento é uma realidade.

Estômago acompanha a saga do “ingênuo” Raimundo Nonato, que, ao chegar na cidade grande com uma mão na frente e outra atrás, acaba aceitando um sub-emprego em troca de “moradia” e comida como cozinheiro num boteco mequetrefe. Acontece que Nonato tem talento pra cozinha e logo sua “magia” é descoberta pelo dono de um sofisticado restaurante e uma prostituta amante da boa culinária.

Só por sair do esquema favela-miséria-violência (ainda que tenha uma certa dose de violência), extremamente em voga no nosso cinema atual, Estômago já merece aplausos. Mais ainda se notarmos que culinária é um tema incomum nas telonas brazucas. Acontece que o longa de Marcos Jorge vai além e nos traz uma interpretação magistral de Miguel e um história envolvente que prende o espectador desde a primeira cena.

Junte a tudo isso uma edição entrecortada, mostrando Nonato fora e dentro da cadeia – que sempre nos faz perguntar o que levou o protagonistas para trás das grades – e você tem um filmaço que, desde já, está entre os melhores filmes produzidos no Brasil. É uma pena a comissão responsável ter indicado o fraco Ultima Parada 174 para concorrer ao Oscar. Por outro lado, talvez a academia não tivesse (com o perdão do trocadilho) Estômago para esta pérola.

  • Título original: Estômago, BRASIL
  • Ano: 2007
  • Direção: MARCOS JORGE
  • Elenco: JOÃO MIGUEL, FABÍULA NASCIMENTO, BABU SANTANA, CARLO BRIANI, ZECA CENOVICZ, PAULO MIKLOS
  • Site oficial: ESTÔMAGO
  • imdb: http://www.imdb.com/title/tt1039960/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *