O Michael Bay, o Ministério da Cultura e os longas de baixo custo

Michael BayO explosivo Michael Bay vai produzir mais um filme sobre aliens. Desta vez o diretor vai ser o novato Bobby Glickert, que é o autor do argumento. Diz-se que o filme vai ser de baixo orçamento, como Cloverfield e Atividade Paranormal.

Mas espera, baixo orçamento, é bom que se diga, nos moldes de Hollywood. Espera-se que custe em torno de doze milhões de dólares, ou cerca de 21,2 milhões de reais.

Ou seja, se compararmos ao último edital do Ministério da Cultura para longas de ficção de baixo orçamento, a conta chega a ser engraçada. O MinC vai dar 1,2 milhões de reais para cada obra selecionada. Sendo assim, com a mixaria que Michael Bay vai disponibilizar para seu longa, pode-se financiar 17 filmes de ficção tupiniquins. E mais um documentário de troco.

Qual a conclusão que tiramos? Que os filmes de Bay continuarão tendo explosões e câmera lenta, mas com 21 milhões vai ser difícil ter um porta-aviões. Que miséria.

2 comentários sobre “O Michael Bay, o Ministério da Cultura e os longas de baixo custo

  1. Talvez nem role as câmeras lentas e as explosões. Vai depender de até onde ele (Maicahel Bay) vai se meter no projeto. Afinal de contas ele irá apenas produzir o filme. Vamos torcer para que esse Bobby Glickert seja melhor diretor que seu produtor. =D

  2. Eu curto o “Slowmotion” do Bay… Desde que seja uma cena a cada filme. Assim saberei que houve um dedo do Michael e não a mão inteira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *