Não Entre em Pânico

Douglas AdamsTodos os anos, no dia 25 de Maio, milhares de pessoas em todo o mundo seguem um ritual incomum: colocam uma toalha no ombro (ou na cabeça, cintura, depende do gosto de cada um) e saem para o seu dia-a-dia. Se encontrar uma dessas pessoas na rua não entre em pânico. Estão apenas comemorando o Dia da Toalha, numa pequena homenagem ao grande Douglas Adams. Afinal, “uma toalha é o objeto de maior utilidade que um mochileiro interestelar pode possuir”.

Douglas Noel Adams (D.N.A.) nasceu em Cambridge, Inglaterra em 1952 e viveu até 2001. É o homem por trás de inúmeros trabalhos na literatura, rádio, TV e recentemente no cinema, com o filme baseado em sua obra mais famosa O Guia do Mochileiro das Galáxias. D.N.A. era um ativista ambiental, amante de novas tecnologias e um ateu radical assumido. Mestre da sátira, criou personagens inesquecíveis e situações absurdas e mirabolantes para criticar a burocracia, os políticos, a “alta cultura” e diversas instituições atuais. De forma sutil e bem humorada nos faz pensar sobre a vida, o universo e tudo mais de uma forma bem mais divertida. Suas obras influenciaram muitos trabalhos cômico/científicos no cinema como o MIB – Homens de Preto.

O mundo foi apresentado ao Guia do Mochileiro das Galáxias em março de 1978 numa série de rádio de 6 partes que foi transmitida pela rádio BBC. Tempos depois Douglas Adams juntou tudo na série de livros do Guia. Os 5 livros da série são formados por: (1) O Guia do Mochileiro das Galáxias, (2) O Restaurante no Fim do Universo, (3) A Vida, o Universo e Tudo Mais, (4) Até logo, e Obrigado pelos Peixes e (5) Praticamente Inofensiva, estando os 4 primeiros numa mesma ordem cronológica e o último numa espécie de universo alternativo. Está programado para sair o sexto livro da série, chamado And Another Thing. Adams tinha o desejo que sua obra tivesse mais um livro já que achava seu último livro meio depressivo, queria encerrar a série com um tom mais leve e otimista. Obviamente esse livro não será escrito pelo Douglas Adams mas pelo escritor Eoin Colfer que vai utilizar seu próprio estilo e linguagem para finalizar a história dos personagens.

A adaptação para televisão do Guia foi exibida pela primeira vez em janeiro de 1981 em formato de uma minisérie. A história conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect, um alienígena que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário. Os dois escapam da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena. Na história ainda temos como personagens coadjuvantes o governador (de duas cabeças) do universo Zaphod Beeblebrox, a outra terráquea Tricia McMillan e o Marvin, um robô mal humorado depressivo (confira aqui uma cena musical do Marvin na minisserie antiga).

MarvinA adaptação para cinema tem elementos de vários dos livros, mas, assim como a série, foca em Dent e Prefect. Obviamente não tem a mesma riqueza da versão escrita, mas tem alguns pontos merecem destaque. Por exemplo a ótima caracterização de alguns personagens como os Vogons e o próprio Marvin. Além de boas atuações de Martin Freeman, Mos Def e um engraçadíssimo Sam Rockwell. Alan Rickman nos brinda como a voz do andróide paranóico e Stephen Fry é o narrador da história. Leia o livro e veja o filme, nessa sequência, para aproveitar melhor a obra.

Douglas Adams é um ícone. Um dos grandes pensadores da cultura pop moderna. Então, o que está esperando? Pegue a sua toalha e vá comemorar. Depois corra aqui para nos contar.

Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e porquê ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituído por algo ainda mais estranho e inexplicável.

Existe uma segunda teoria que diz que isso já aconteceu.

- Douglas Adams em O Restaurante no Fim do Universo.

, , , , , , , , , , , ,

Sem comentários.

Deixe uma resposta